Recent Posts

3.9.04

Eternal sunshine of the spotless mind



E ao quarto filme estreado entre nós, Charlie Kaufman revela-nos uma surpreendente costela romântica. Realizado por Michel Gondry, 'O despertar da mente' (título português que perde o tom poético do original) é uma espécie de cruzamento entre a originalidade bizarra de 'Queres ser John Malkovich' e o romantismo com laivos de non-sense de 'Punch-drunk love'.

3 comments:

pedro said...

vimos hoje o eternal sunshine of the spotless mind; e, o senhor me perdoe, duvidei do axioma "o lost in translation é o melhor filme do ano passado". como é que estive tanto tempo sem ver o filme. que desperdício de tempo. é como o ordet: um milagre

A. Dega said...

o lost in translation é o melhor filme de ... 2003, o eternal sunshine ... de 2004. Nem que fosse (e agora vem ao de cima a minha exemplar cultura literária) por ter um verso do Alexander Pope como título.

Estes 2 filmes supracitados são as duas mais belas criações cinematográficas dos dois últimos anos.

Tenho dito!


(é interessante que tenham ganho também em anos consecutivos o óscar para melhor argumento original)

MicasMariana said...

Vi ontem e gostei muito, muito mesmo. Da história, das interpretações, da fotografia. Demorou, mas lá o vi, e realmente tinham todos razão. O melhor filme de 2004.