Recent Posts

18.6.08

Corações na penumbra



Este filme é o resultado de uma luta constante entre a força da peça de Tenessee Williams, que adapta, e as limitações do realizador Richard Brooks. Nestes casos, é sempre o mais fraco que triunfa.

Não que seja um mau filme. Basta o que fica da peça. Basta o par Geraldine Page/Paul Newman. Mas é inevitável o travo a desilusão. Quem ainda pensa que o realizador é só mais uma peça na engrenagem - com um peso igual ao do argumento ou ao dos actores - tem aqui uma vez mais um exemplo que o nega.

Só de pensar no que Kazan ou Mankiewicz fariam com esta matéria-prima...

Sweet Bird of Youth, E.UA., 1962. Realização: Richard Brooks. Com: Paul Newman, Geraldine Page, Shirley Knight, Ed Begley, Rip Torn, Mildred Dunnock, Madeleine Sherwood.

3 comments:

Capitão Napalm said...

Vi este filme há muitos anos, no "cinco noites, cinco filmes", cujo destaque da semana era o Paul Newman. Só me lembro que não tinha gostado muito, até porque na véspera tinha visto (e adorado) o "Gata em Telhado de Zinco Quente", do mesmo Brooks.

"Quem ainda pensa que o realizador é só mais uma peça na engrenagem - com um peso igual ao do argumento ou ao dos actores - tem aqui uma vez mais um exemplo que o nega."

Lembrei-me, vá-se lá saber porquê, dos projectos visionários do comentador Vasconcelos para o futuro do cinema português.

Harry_Madox said...

Bons tempos, esses do '5 noites, 5 filmes'... parece que foi há 100 anos.

dcc said...

Vi o filme, concordo com a opinião e subscrevo-a.