Recent Posts

15.3.11

Os agentes do destino


Philip K.Dick morreu em Março de 1982, três meses antes de estrear 'Blade Runner', como é sabido adaptado ao grande ecrã por Riddley Scott a partir do seu romance 'Do Androids Dream of Electric Sheep?', e que abriu em grande estilo as portas de Hollywood para a sua obra.

'Total Recall' (Paul Verhoeven, 1990) e 'Minority Report' (Steven Spielberg, 2002) são outras boas adaptações da sua obra - e ter três obras bem tratadas por Hollywood é obra! 'Os agentes do destino' tem em comum com estes dois filmes ser baseado num conto de K.Dick (adapta livremente 'Adjustment Team'), mas infelizmente aqui não saímos do convencional.

George Nolfi (o argumentista de 'The Bourne Ultimatum' e de 'Ocean's Twelve', que se estreia aqui na realização) hesita entre o thriller (algures entre 'Bourne', 'Matrix' e 'Inception') e a história de amor ,e falha em ambos. Ao primeiro falta ritmo, ao segundo química entre Matt Damon e Emily Blunt. Eu gosto de Matt Damon, um improvável mas óptimo actor de filmes de acção, mas nunca se me encaixou como amante desesperado. E como eu sempre que penso em amantes desesperados penso em 'Two Lovers', pus-me logo a imaginar como seria este filme com Joaquin Phoenix no seu lugar... Quanto a Emily Blunt tem a vantagem de não ter uma beleza formatada, mas sinceramente não podia fazer muito mais com o que lhe deram. E que mulher será capaz de se apaixonar perdidamente por Matt Damon?

No final fica ainda assim a história de K.Dick, sobre a luta de Damon contra os tais 'agentes do destino', uma espécie de 'anjos', que vão dando uns empurrões de quando em vez para que as vidas dos homens não fujam ao  programado por uma entidade superior, que não chegamos a conhecer, mas a quem os ditos anjos preferem tratar por Chairman em vez de Deus....

O talento de Philip K.Dick merecia um realizador mais arrojado.

The Adjustment Bureau, E.U.A., 2011. Realização: George Nolfi. Com: Matt Damon, Emily Blunt, Anthony Mackie, Shohreh Aghdashloo, John Slattery, Michael Kelly.

3 comments:

Mr. Red said...

Fui ver no Sábado e achei muito fraquito... O início do filme até promete mas depois é sempre a perder gás. Como disseste, o filme é uma história de amor com anjos bons e anjos maus. E tinha logo de ser o futuro Presidente dos EUA com a maior futura bailarina e coreógrafa. O argumento parece ter sido escrito por crianças.

E quanto ao P.K.Dick, daqui a 1, 2 anos temos a série baseada no "The Man in the High Castle"! Ficamos à espera de uma boa adaptação porque a história promete!

Cumprimentos,

Harry_Madox said...

Por acaso é um livro que está aqui na fila de espera.

leo said...

Será mais um grande filme do Matt Damon. Não vejo a hora de assistir.