Recent Posts

1.9.12

360


'360' tem um argumentista de 'prestígio' (Peter Morgan), um realizador em fase de carreira internacional depois de um sucesso local (Fernando Meirelles, realizador de 'A Cidade de Deus'), um casting multinacional (incluindo algumas vedetas como Rachel Weisz, Jude Law e Anthony Hopkins), e a já tão batida estrutura em mosaico, em que situações e personagens se vão cruzando e influenciando. Embora aparentemente adapte Arthur Schnitzler, está cheio de 'actualidade': mafiosos russos, prostitutas (de leste) contratadas em sites da net, 'predadores sexuais', etc., etc., . Em suma, é o tipo de filme que a crítica adora detestar (como 'Babel', por exemplo). E está mesmo a pedi-las: não há aqui ponta de originalidade e é tudo tratado muito pela rama.

Mas, apesar de tudo Meirelles não me parece um realizador descartável (e note-se que eu não gostei nada de 'Cidade de Deus'), e o filme, dentro do género mastiga e deita fora, vê-se melhor do que seria talvez expectável. Garantidamente que daqui a um ano nem me lembrarei que o vi, mas também não posso dizer que tenha dado o tempo que gastei com ele totalmente por mal empregue (só a cena com a rapariga brasileira e Ben Foster me conseguiu irritar verdadeiramente). Seria melhor ter gasto duas horas a ver uma qualquer série de TV dessas elogiadas, mas como eu não gosto de ver televisão...

360, Grã-Bretanha, 2012. Realização: Fernando Meirelles. Com: Rachel Weisz, Jude Law, Anthony Hopkins, Ben Foster, Juliano Cazarré, Maria Flor, Danica Jurcová, Jamel Debbouze.

6 comments:

Ricardo Gross said...

A gente esquece que o Meirelles foi responsável por uma adaptação estimável de John le Carré (O FIEL JARDINEIRO), que não me importava nada de rever. Não fez melhor, antes ou depois. O ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA é pavoroso. Agora que já não existe o Anthony Minghella (nem o grande Sydney Pollack), penso que o brasileiro tinha a ganhar em pensar que tipo de filme estes fariam a seguir. E seguir por aí.

Harry_Madox said...

'O fiel jardineiro' tb. é o filme dele de que mais gostei. Mas qualquer filme em que entre a Rachel Weisz vale a pena ver :)

Ricardo Gross said...

Revi a noite passada O FIEL JARDINEIRO. Gostei muito...

Harry_Madox said...

Tb. sou gajo para o rever um dia destes.

Ricardo Gross said...

Achei o "360" interessante mas falhado. Ocorre-me a classificação de cinema-catálogo: de cidades, situações, personagens, com efeitos de imagem a fazer "contemporâneo" (a divisão do ecrã em dois ou em três, o aviãozinho que atravessa diferentes planos de imagem), mas com outros bons momentos também: a eslovaca que gosta de ler ou o Anthony Hopkins protagonizam alguns. É genericamente um conjunto de ficções interligadas que vive da criação constante de expectativas. Teria sido melhor defraudar algumas. Seria mais realista, pelo menos.

Vi ainda o SAVAGES do Oliver Stone. Tem o lado sonhador, ingénuo, adolescente da narração feminina, muito "california dreamin'", e o elemento pulp fiction que vem do lado mexicano e traz violência slasher, savoir-faire (Salma Hayek) e cabotinismo de inspiração lynchiana (Benicio Del Toro, actor tantas vezes impecável). Irrita e incomoda à vez. Prefiro-lhe o MIAMI VICE do Michael Mann, de muito longe.

Harry_Madox said...

O '360' é fraquinho, acho que não disse tão mal dele quanto merecia. Em princípio vou ver hoje o Savages.

A despropósito, vou ver se faço um top do Moretti