Recent Posts

17.8.08

Margot e o casamento



Noah Baumbach é o realizador de um dos melhores filmes de 2006, 'A lula e a baleia', e co-argumentista com Wes Anderson de um dos melhores de 2005, 'The Life Aquatic with Steve Zissou', realizado pelo último. Apesar disso, e de contar no elenco com nomes como Nicole Kidman, Jennifer Jason Leigh, Jack Black e John Turturro, a distribuidora portuguesa resolveu lançar 'Margot e o casamento' directamente em vídeo, sem passar pelas salas. Deve ser devido ao excesso de filmes de qualidade em exibição no grande ecrã... Adiante.

Se Wes Anderson é o génio excêntrico, Baumbach é o melhor aluno da turma. Anderson só faz dois tipos de obras: obras nota vinte e obras inclassificáveis (às vezes simultaneamente). Baumbach não tem obras nota 20 (para já), mas também nunca tem menos de 16. É um excelente argumentista, um realizador talentoso, e escolhe e dirige optimamente os seus actores.

Aqui, anda uma vez mais à volta de famílias disfuncionais, tratando do reencontro de duas irmãs muito diferentes: uma (Nicole Kidman, excelente) é paranóica, mandona, não se consegue decidir entre o marido e o amante, e tem uma relação possessiva com o filho adolescente; a outra (J.J.Leigh) é mais destrambelhada, menos confiante, tem uma relação de amor-ódio com a irmã, e vai-se casar pela segunda vez com um freak (Jack Black) que não faz nada na vida (ou melhor, escreve cartas para jornais). Um universo que não anda nada distante do de Wes Anderson, mas que é mais controlado, menos extravagante, mais filme-de-actores-e-argumento e menos filme de ideias (narrativas e visuais) excessivas e delirantes. Baumbach é uma espécie de Anderson sem os delirios de Anderson. E, parece-me, sem o génio atrás da câmara de Anderson.

Porventura será injusta esta comparação, uma vez que ele faz óptimos filmes - e este não é excepção - e o melhor será o leitor/espectador concentrar-se neles, que não dará o seu tempo por mal empregue.

Margot At Wedding, E.U.A., 2007. Realização: Noah Baumbach. Com: John Turturro, Jennifer, Jason Leigh, Jack Black, Nicole Kidman, Zane Pais.

4 comments:

The Nader said...

Sendo do Baumbach e tendo um elenco destes é difícil não ser bom. A ver.

menina limão said...

Não é que seja "injusta" a comparação, mas é escusada. O Noah Baumbach não precisa de qualquer muleta - a qualidade é inegável. De resto, o Wes é incomparável - no estilo e no génio. A comparação pode ser injusta se pensarmos que o Baumbach, por mais afinidades que tenha com o Wes, acaba por perder pontos neste exercício, desnecessariamente. Margot At The Wedding é um filme muito bom e a personagem da Nicole Kidman é muito complexa - é difícil de simpatizar com ela e, no entanto, não a desprezamos totalmente, a espaços até gostamos.

ah, e já tinha dito em casa própria que, pelos motivos acima enunciados, é incompreensível a exclusão do filme das salas de cinema.

Harry_Madox said...

Enfim, se calhar foi mais fácil para mim servir-me da muleta do Wes Anderson para falar do Noah Baumbach. Mas particularmente neste filme era dificil não o fazer, dada a sua proximidade.

Quanto às estreias em sala, já se sabe qual é o critério: aleatório. Atiram uns papelinhos ao ar, e os que não cairem em cima do tapete vão para dvd directamente.

rf. said...

"espécie de anderson sem os delirios de anderson", também acho.

quanto ao filme, nicole kidman ou margot é inquietante, roçando o doentio, mas só consegui ter pena dela. muita.