Recent Posts

23.10.09

Exactamente

"A fotografia de Azul de Kieslowski é muito bonita mas é demasiado assinada, tem demasiados filtros, demasiados efeitos pessoais da parte do director de fotografia.
Isto acontece por vezes com os maiores responsáveis pela fotografia: a fotografia pela qual Nestor Almendros ganhou o Óscar, a de Dias do Paraíso [Terence Malick, 1978], é o exemplo de um trabalho em que o técnico faz valer demasiado a sua presença. Isso pode depender do filme: em Black Narcisus [Quando os sinos dobram, 1947], de Michael Powell, o director de fotografia, Jack Cardiff, fez uma obra extravagante e muito bem conseguida."

Pedro Almodovar, no imprescindível  'Conversas com Pedro Almodovar', Frédéric Strauss, 90º Editora.

2 comments:

José said...

Imprescindível, de facto. Surpreendeu-me a lucidez.

Harry_Madox said...

Exactamente.