Recent Posts

11.4.13

Notas breves #7

Terra Prometida
 
 
Não sendo um mau filme, nem nada que se pareça,  talvez seja o mais convencional de Gus Van Sant. Nem Rosemarie DeWitt lhe consegue acrescentar uma pitada de sal.
 
Ferrugem e osso

Já Jacques Audiard nunca me desilude. Ao ver este filme, com a excelente Marion Cottiard,  ocorreu-me logo citar um bom slogan do Indie Lisboa: Hollywood está a ficar sem ideias. Venha aqui ver algo diferente. 

2 comments:

Loot said...

Mas ele também não fica nada atrás da Cottiard. Foi o primeiro que vi do Audiard, estou mais que convencido a ver os outros todos.

abraço

harry madox said...

Os outros que vi dele, "Um Profeta" e "De Tanto Bater o Meu Coração Parou" ainda são melhores.

ab.